22 de mar de 2010

Memórias

Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu nem quero saber


(Pitty)


How happy is the blameless vestal's lot!
The world forgetting, by the world forgot.
Eternal sunshine of the spotless mind!
Each pray'r accepted, and each wish resign'd.


(Alexander Pope)



Lembranças... O que somos sem elas?
Elas podem nos torturar, podem nos modificar, nos levar à loucura.
Por diversas vezes temos vontade, um enorme e profundo desejo de apagá-las todas, de esquecer tudo.
Mas não há vida sem passado. Não há morte sem culpa.

Um comentário:

Daniel Massa disse...

a memória é uma ilha de edição. não há como acessar o passado sem ficcionalizá-lo.
=)