16 de mar de 2011

Tenho medo do me ser, porque o me ser pode ser um tanto quanto ridículo.

Um comentário:

Blog do Sesse´ disse...

Não temas ser o que és.
Seu conteúdo tem muito peso... asim como seu texto de apresentação neste blog. Adorei...
Continue sendo, pesada... :)
Na boa.
Bjin
Sergio